Loading...

terça-feira, 11 de outubro de 2011

FLORIPA

FLORIPA
(Jacson do Cavaco)

MINHA FLORIPA QUERIDA
ILHA DA MAGIA
DE ENCANTOS E CÉU AZUL ANIL
MINHA FLORIPA MARAVILHOSA
PEDACINHO DO MEU BRASIL

FLORIPA TERRA DE CONTOS, LENDAS E TRADIÇÃO
MINHA FLORIANÓPOLIS
VENHO CANTAR MEU RIBEIRÃO

DAS OSTRAS, DO PESCADO CAMARÃO
DO ZÉ PEREIRA, DO BERBIGÃO
DO BOCA , DA ILHA FLORIPA
TERRA DE ZININHO
E NEIDE MARIA

DAS BRUXAS, DAS CRENÇAS
DO TERNO DE REIS
DA TOALHA DE RENDA

SAMBA CARNAVAL, MODA DE VIOLA
SE ENCONTRA AQUI
DA UM ROLÉ POR SANTO ANTÔNIO E SAMBAQUI
FESTA DO DIVINO NÃO PODE FALTAR
FLORIPA TE EXALTO
FLORIPA QUERO CANTAR

CACIQUE DE RAMOS

CACIQUE DE RAMOS
(Jacson do Cavaco)

 
PODE CHORAR MEU CAVACO
PODE VIRAR MEU PANDEIRO          
TOCA O TÃNTÃN AI
PRO SAMBA FICAR MANEIRO

AMANHECI NO SAMBA
SAMBEI A NOITE INTEIRA             
SAMBEI NO CACIQUE DE RAMOS
EMBAIXO DA TAMARINEIRA

QUANDO ENTRO NO SAMBA
NÃO CONSIGO MAIS PARAR
QUANDO ESCUTO O BANJO
CHEGO A ME ARREPIAR

NO CACIQUE DE RAMOS
SÓ TEM BAMBAS DA PESADA
É UMA CASA DE RESPEITO
LÁ SÓ TEM COBRA CRIADA

CACIQUE DE RAMOS DO NOSSO FUNDO DE QUINTAL
VOCE QUE CURTE SAMBA
PODE CHEGAR NA MORAL

PODE CHORAR........





DO SAMBA, A VOZ

DO SAMBA, A VOZ
(Jacson do Cavaco e Bira Pernilongo)



CERRARAM AS PORTAS PRO SAMBA

EM MAIS UM REDUTO DE BAMBA

ONDE SE OUVIA CANDEIA, CARTOLA

MONARCO E CLEMENTINA

ONDE CANTAVAM JANDIRA,

MARIA HELENA

E CALIBRINA

E NESSA ESQUINA A LUZ SE APAGOU

QUEREM DIZER QUE O SAMBA ACABOU



MAS PARA QUEM TRAZ NA VEIA

O SANGUE QUE INCENDEIA

QUANDO TOCA UM PANDEIRO

VERSA UM PARTIDEIRO

NUM SAMBA DE RODA OU TERREIRO

CADA UM QUER SER PRIMEIRO

DE LONGE  SE SENTE O CHEIRO

SAUDOSO FEIJÃO

E DA CAIPIRA COM MEL LÁ NO BAR DO NOEL



MAS O SAMBA NÃO SE ENTREGA

QUEM É DO MEIO NÃO NEGA

SE FOR PRECISO TOCAR AO RELENTO

NA CHUVA, NO VENTO, TAMBÉM QUERO IR

E PRA QUEM CHEGOU AGORA

OU PRA GENTE QUE É DE FORA

SAIBAM QUE O SAMBA JÁ MORA AQUI

DESDE OS TEMPOS DO BAR DO PETIT



E NÃO VAI PERMITIR

TOMARAM SEU LUGAR

VAI SE FAZER CANTAR

A CADA DIA MAIS

POIS É RAZÃO DE SER

DE CADA UM DE NÓS

E QUERO OUVIR MAIS UMA VEZ

DO SAMBA, A VOZ